5 de março de 2013

Inexiste



































Não há a minha paz
não existe o sossego
o tranquilo céu
um sol brincando no azul,
não, não há,
nada existe
se entre nós
os tantos sentimentos
esses, que a muito tempo
nós respiramos,
vivenciamos e só expomos
através de poemas,
não tornarem-se a realidade o
quanto antes
de nós. . .



_Maxuel Scorpiano_
01.03.2013/ás09:27H


Nenhum comentário: