31 de maio de 2008



...Tu é Minha
Rosa Rubra

Única,
Carmim...

És a Cor da Minha
Paixão,
Romântico...

Tu Fizeste Desse
Nada Que Fui

Em Absoluto
Que Hoje Sou...

E No Orvalho
de Suas
Palavras me

Fortaleci,
Amada
Rubra Rosa...

Como Um Poeta
Enamorado

Por Ti Renasci...

_Maxuel Scorpiano_

Viajo em Ti...
Te Povôo Com os
Meus Sonhos,

No Remanso do
Meu Colo,
Te Carrego

Para a Cama
Onde Te Faço Dengo,
Carinho e Cafuné,

Onde Te Ponho em
Fogo,
Te Ensino o

Que é Amar...

Viajo em Ti,
Nesse Seu Cheiro
De Sensualidade,

No Seu Aroma de Rosa
Desabrochando.

Em Sua Ânsia de Amor,
Ser Bem Amada...

Viajo em Ti,
Te Provo Que
é Bela,
Singular e

Envolvente,
Que Seus Beijos Se
Mesclam em

Meu Corpo
Que No Deserto
Existem Águas de Fogo,

E Que Te
Amar é Infinito...

A Razão de
Todas as Vidas,
Que Para Todos a
Morte é Certa,

Quero Morrer
Vivendo
Amando a Ti...


_Maxuel Scorpiano_

. . .Sou Apenas
Metade Em
Sua Ausência,

Sem Seus Carinhos
Sem Sua Voz,
Seu Sorriso
E Até Suas Zangas...

Sou Rio Gélido
Sem Seu Corpo
Sem Sua Atenção
E Olhar.

Sou Um Terço de
Mim Na Sua Ausência.
Viro Dor em Abandono
Nuvens Sem Sol...

Meu Corpo Perde
Compasso,
Sente Falta do
Chamado do Seu,

Minha Boca Fica em
Fome Do Apetite seu...

Sou Completo,
Por Inteiro,
Sou Bem Mais Eu
Com Sua Presença,
Sua Certeza,

Na Sua Essência,
Do Seu Amor,
Carinhos...
Ser Todo Meu...

_Maxuel Scorpiano_

...Você
Mora Em Mim,
Reside No Meu Corpo
Seu Cheiro.
Me Embriaga
De Êxtase...

Você...
Me Domina Com
Sua Febre de Amor

Excita-Me Até
Com o Olhar,

Me Revela o Poder
Da Paixão

Perco os Sentidos
Em Sua Devassidão...

Você...
É a Sublime
Que me Tira Toda
a Razão

Que Me Usa e
Abusa,
Revira Minha Rotina
Me Traz Emoção...

Você...
Que Transforma
Nada em Multiplicação,
Meu Corpo em Vulcão,
Meu Dia em Noite,
Ou Vice Versa...

Sensação...
Você...

Minha Verdadeira
Paixão...

_Maxuel Scorpiano_

...Espere Eu Poder
Regressar de Mim
Mesmo...

Me Perdoar
Não Dos Erros,
Mas Sim dos Desamores,

Que me Foram
Infelizes,
Que me Permiti
Enveredar
Por Caminhos,

Que Se Tornaram
Desvios de

Mim Próprio...

Volto a Ser Nascente de
Um Rio,
Meu Interior,
Constato Tantas Ilusões
Que Um Dia

Acreditei Que
Eram Verdades...

Hoje Estou em Pedaços
Daquele Que Um Dia
Foi o Amor Mais
Puro,Do Meu
Próprio Eu...

Mas Rio Sempre
Encontra Mar,

E a Nascente
Nunca Seca,

Hoje me Reconstituo
Dos Traços

Que Restaram do
Mal Feito,
E Como Nascente de Rio,
Transborda em Mim
A Vida Novamente...

_Maxuel Scorpiano_

. . . Sou Atemporal.
Tormento nos

Vendavais,
Trovão Quando
Incomodado,
Garoa na Paz,

Orvalho Sereno
Quando Amo,

Enchente na Paixão. . .

Não me Busque
Na Aridez,

Me Encontra Sempre
Em Chuvas

Torrenciais e
Me Evite Nos Temporais,
Tormentas...

Nelas Faço a Festa,

Chuva de Verão,
Renasço,
Raios e Relâmpagos,
Canção de

Minha Alma...

_Maxuel Scorpiano_ _

...Gostoso Transar
Com Você,
Inebriante Essa
Química Entre Nós,

Essa Paixão
Que Transcende
E Transporta

Tantas Coisas,
Que Somatiza...

E É Sempre Você Que
Povoa Minha Mente,
Os Meus Dias,
Onde Eu For Sempre
Carrego Você em Mim...

E Nossas Noites
Se Tornam
Momentos Completos
Que Alimentam
O Nosso Dia a Dia...

E Seu Corpo,
Seu Cheiro e Até
Seus Beijos
Carrego Sempre
Comigo...

Você se Tornou Marca
Registrada em

Minha Vida...
Confesso Que

Sou Inteiramente
Feliz, Realizo, Realizado,
Realizando Você.

Te Amo...

_Maxuel Scorpiano_

...Quando Eu Me
Propor a
Não Aceitar Mais Jogos
De Sedução,

Aí Então Você Saberá...
Sentirá, o Que é
Ser Amada.

Aparento Ser "Frio",
Mas Apenas
Não Nado Contra a

Correnteza do Rio...

Mas Observo,
E Em Charme Saberei

À Hora de Então Agir...
Não Te Darei Tempo...
Não Serei Evasivo...

Meus Braços Têm
Seu Número,
Minha Boca Contém,
Todos Seus Carinhos,

Te Amo...

_Maxuel Scorpiano_

...Vá,Tente...me dê Rasteira...


...Vá...
Tente...
Me Dê Rasteira,

Machuque Meu Coração,
Me Fira Com Tuas Injustiças,
Sinalize os Impropérios
Seus Com Teus Gritos...
Te Exceda...

Acha-Se Dona da Verdade,
Ocupe Meu Espaço,
Sem Ter Nenhuma
Liberdade.

Tolero...

Mas Quero é Distância.
Minha Paz e Tranqüilidade,
É Melhor...
Bem Mais Aconchegante.

Deu?
Feito Sua Cena?

Agora Dá Licença...
Deixa-Me, Segue
Teu Caminho,

Vá Com Deus,
Em Tua Paz...

_Maxuel Scorpiano_

...Hoje Viste Que Sou
Meramente Nada,

Um Nada Aprendendo
Tudo, Absorvendo o

Mundo...
Achando Caminhos...

Foi-Se Meu Dias
De Inverno, de Auto - Proteção,

de Refugiar-Me
Em Mim Mesmo,

de Omitir das
Minhas Veias,

o Fogo Que Corre
No Meu Gelo...

Você Com Toda Sua
Doce Delicadeza,
Foi Retirando
Esse Ermitão,

Foi me Fazendo
Fogueira...

Liquidifiquei-Me,
Do Gelo Efêmero
Ao Vapor.

Do Liquido ao Fogo,
Suas Palavras Ali,
Derretendo Meu Gelo...

Aquecendo Meu Inverno,
Em Fogo,
Em Amor.
Do Nada ao Tudo,
Preciso de Ti...

_Maxuel Scorpiano_


. . . Me Encanto em
Seu Mistério,

Me Perco em Seu
Sorriso,

Me Abandono
Em Seus Beijos...

Me Transformo
Em Carinhos...
Carinhos de Você..

Me Reeduco,
Me Supero

Para Fazer
Meus Braços
Moradia Sua...


Me Faço em Vida,
Para Seu Belo Viver,

Me Faço Feio,
Fechado,

Para Seu
Ciúmes Jamais

Nascer...

Mas Sou
Um Simples,
Um Qualquer,
Um Errante

Que Me Sinto...

Sou Feliz
Por Amar Você...

_Maxuel Scorpiano_

. . . Amor

Cadê Paixão?

Escondeu-Se na Beira
Dos Seus Olhos

Ou No Fogo de
Sua Emoção?

Amor,
Cadê Você?

Às Vezes
Te Desencontro,

E Me Esqueço,
Que é Tão Fácil
Te Achar...

Só Olhar Para
Meu Coração !

_ Maxuel Scorpiano_

...Você é Mistério,
Segredo,

Convexo,
Mistura de
Um Tudo,
Vida Escondida...

Caixinha de Surpresas...
Um Enigma,
Uma Incógnita,
Minha Metáfora...

Te Desvendo,
Decifro Seus Passos,
Me Escondo em
Seus Medos...

Seduzo Suas Máscaras,
Te Envolvo em Mim,
Me Torno
Seu Segredo...

_Maxuel Scorpiano_

. . .Venha,

Mergulhar em Minhas Águas,
Te Enveredar em Meu Mar,
Saciar Sua Sede...

Venha,
Posso Te Refrescar,
Fazer Você Nadar

Em Meu Peito,
Em Meus Pêlos...

Ser Ilha do Seu Corpo,
Ser Água do Seu Prazer...

_Maxuel Scorpiano _

...Transferimos um ao
Outro nossas carências,
Nos completando,nos
Acrescentando em
Amplidão...

Na amplitude de um
Amor simples,
Mas na mais perfeita
Comunhão entre duas
Pessoas que se
Intensificam...

Se unificam em uma...

_Maxuel Scorpiano_

...Solidão,
Às vezes me transpassa,
Me aflige,me cala,
Me acompanha...

Toma vulto, me arranha.
Solidão que me estende
As mãos com sorriso sátiro,
Zombando de mm...

Ocupa meus espaços,
Todos os traços,
Lugar de alguém
Que amei...

_Maxuel Scorpiano_

Rosa Zodiacal...


...Esta é a Rosa da Roda,
Roda Dizem do Zodíaco,
Rosa de Um Jardim,
Signos das Estrelas,
Jardins de Mim...

Linda Sempre Tua Poesia,
Que me Encanta...
Me Leva,Me Seduz,
Muitas Vezes

Leva Embora
Minhas Tristezas...
Tua Poesia
Tenho Escrito
Que é Meu Signo e
Com Isso Sou Mal
Interpretado,
Comentam Que Te Quero,
Que Estou Apaixonado...

Sim, Amo a Beleza...
Mas, Mal Sabem Aqueles
Que Comentam,

Que Não Tenho Que
Dar Satisfações e

Não Amo Signos...
Sou Apaixonado Pela Rosa.
Rosa da Roda Zodiacal,
Um Dia Irá Editar
Meu Mapa, Ascedentes, Etc...

Não Achará Nele Minha
Vida Sentimental,

Pois Ela Mora Em Mim,
Na Íntegra da Minha
Privacidadede a
Amar Tanto Assim...

_Maxuel Scorpiano__

...Te Corrompo,
Sou Absinto,
Sou Profano!

Misturo Seus Anseios,
Desejos e Fome...

Idolatro Seus Pensamentos
Com Ciúmes do Seu Tempo,

Faço Temporal Para
Chamar Sua Atenção.

Excomungo Todos os Deuses,
Consagro Nosso
Ritual de Paixão...

Te Seduzo em Meus Pêlos,
Te Embriagando
No Meu Veneno,

Meu Beijo Se Torna Escravo
De Sua Boca.

Me Ame, Me Queira,
Nada Presto, Tudo Exijo,

Se Queime em Labaredas
Da Minha Nudez,

Se Afogue Sem
Fôlego do Meu
Desvairado e Selvagem Sexo,

Banal Farei dos Teus Ex...

Fulgaz Será Suas Lembranças,
Real Serei
Eu Somente e
Apenas Eu...

Não Duvide,
Sou Inferno em

Enchente,

Cama Cheia e
Mesa Farta,
Sou Eu!...

_Maxuel Scorpiano_


...Não Te Seguirei,

Cada Um Escolhe
Seu Rumo...

Cada Um Sabe o
Que é Melhor
Para Si...

Meu Apoio
Terás Sempre.


Se Tiver Que Ir, Vá...
Vá Com Deus...

_ Maxuel Scorpiano _

...Já Não me Permito
Mais Sofrer,

O Ontem Foi Com Você,
E Foi Dor,

Amei Sem Saber...

Amei Sem me Importar,
Me Doei Sem Seu Retorno,
Me Humilhei em
Nome do Amor,

Hoje Ainda Sou Dor,
Sou Mágoa, Sou Rancor...

Hoje Sou Sangue
Sou Desesperança,
Amanhã Serei
Novamente Eu,
Amanhã Você Será
Meu Ontem,
Uma Lembrança

Passada...

E Eu Serei Acertos,
Porque de ou Dos Erros,
Se Foram,
Quando me
Livrei de Você...

_Maxuel scorpiano_

...Fui Ilha,
Porto Sem
Atracação
Sem Embarques,
Sem Sua Chegada...

Fui Árvore
Sem Fruto,
Noite Sem Céu,

Fui Princípio,
Fui Tudo,
Fui Nada...

Hoje Sou Árvore nas
Margens de Um Rio

Cercado de Vida,
Enamorado Pela Lua

Que Em Noites
Estreladas me Visita,

Trazendo Noticias Suas...

E Me Sinto Agora
Ancoradouro,

Porto do Seu Mar,
Fruto de Sua Árvore,
A Razão do Seu Amar...

_ Maxuel Scorpiano _

. . .Renasço dos
Meus Erros,

Ressurjo de Minhas
Derrotas,

Levanto da Queda
Mais Humilhante,

Surpreendo a Tantos,

Retorno. . .

Com Arrogância de
Quem Provou o Fel,

Não me Dobro,
Não me Vergo,

Cresço Contra as
Apostas de Muitos,

Refaço Minhas
Conquistas, Sobrevivo,

No Meu Espaço
Vitorioso,

Vivo!

_ Maxuel Scorpiano_

. . . Viro Menino

Nessa
Paixão Por Você,


Viro Orgulho ao
Falar de Você,


Viro Machista em
Ciúmes de Você,


Torno-Me Proprietário,
O Seu Amanhã,

Transformo-me em
Amante, Seu,

Por Você,
Fico Tolo, Bobo,
"Grude" Por Você,

Viro Amor,
Amar Você...

_Maxuel Scorpiano_

...A inocência ficou
Irritada e
Constrangida com meus
poemas
Que eram simplórios,
Mas pura
Malicia em sensualidade...

Se fez de rogada,
Tipo criança
Mimada, que me tirou
Todas as
Palavras da inspiração...
Menina mal educada...

Fui como rebelde,
Criar poema erótico,
E lá foi a danada de
Inocência meter
O “Bedelho.”

Quando achei que estava
Pronto, reli o texto...
Pasmei surpreso!
Não tinha palavras
De sexo
E sim de
Sentimentos...

Era um poema de amor,
De busca por carinhos,
De uma pessoa
Decepcionada,
Mas intensa
Ainda em ser amada,
Ainda acreditando
Em contos
De fada, era uma vez...

Passada a surpresa,
Dei boas
Gargalhadas,
Ofereci um chá
Para a inocência,
E ela, toda
Cheia de prosa,
Me olhou
Matreira e disse-me
Baixinho:
Scorpiano,
Em todo antídoto
Se encontra veneno,
E em toda malicia,
Boas doses
De inocência!...

_Maxuel Scorpiano_

30 de maio de 2008


...Desenhei em seu corpo
Noite estrelada com lua
Crescente e alguns
Cometas...

Desenhei em seu corpo
Um altar em tons dourados,
Sagrado,
Com toda nuance da
Paixão...

Desenhei em seu corpo
Noite árabe...
Sexo selvagem,
Harém da sensualidade...

E em todos meus desejos,
Seu corpo, seu perfume,
Sua personalidade,
Minha inspiração...

_Maxuel Scorpiano_

...Minha mente me diz
Que tenho que te
Deixar livre como as
Borboletas...

Meu coração tenta me
Acalmar,
Te dar tempo,
Segurança,
Como as borboletas...

Apreciar sua ternura,
Amizade,
Alegria,
Como das borboletas...

Mas, meu temperamento
Me grita que você é uma
Mulher...
A que amo,
E não borboleta...

_Maxuel Scorpiano_


...As rosas são
A natureza
Em sua vaidade na
Beleza,
Na sua incansável
Mutação em perfeição
Constante...

Você, símbolo vivo
Dessa mãe...
Meu jardim em todos
Os aromas e fragrâncias...

Nem deusa, nem faltal...
Simplesmente sublime e
Absoluta mulher,
Meu jardim das emoções...

_Maxuel Scorpiano_

...Te misturo na minha
Saliva, nos meus beijos,
Na inocência com todas
Porções de malícia...

Com tempero picante
De amor doce...
Doce...

Poemeto todo seu,
Paladar meu...

_Maxuel Scorpiano_

...Vestígios da tua seda
Em minha pele,
Dos seus beijos
Em estilo oriental,
Da noite que me serviste
Banquete com ares de
Gueixa...

Sol nascente nas raias
Do meu coração como
Flor de girassol,
Acariciando meu corpo...

E em seu amor, provo
O azul do fogo,
Mulher das inovações,
Cada noite uma nova
Sedução reavivando
As labaredas da nossa
Paixão...

Fazendo da noite,
Nossas noites seda...
Numa só composição...

_Maxuel Scorpiano_

29 de maio de 2008


...Minha Consciência
Tem o Peso
Da Pluma, o

Peso da Flor...

Tem Dias Que Pesa
Toneladas
Ou Tem Peso das Pedras,

Outros Dias Tem Cor
Como Luz,

Refletindo arco-íris,
Como Dias de Chuva.

Minha Consciência horas
Muda ou Deveras Falante,

Se Faz Chamas de Vela,
Quando Algo Anseia...

Mas Na Totalidade é Comigo
Uma Consciência
Replicante.

Ela Pesa Oscilante,
Tem Momentos
Que é Miligramas e
Outros,
Peso Torturante...

_Maxuel Scorpiano_

28 de maio de 2008








...Vermelho,
Rubra,
Fogo,
Paixão,
Sangue,
Coração,
Desejo,
Rosas vermelhas
Na representação
Deste poema
Completamente
Seu...
Feito para você,
Na curva da sua
Meiguice,
No afeto de sua
Ternura.
Rubra rosa vermelha...
Sua...

-Maxuel Scorpiano_

...Não sou sedução e sim,
Desejos sem máscaras.
O amor e a paixão necessitam
De toque, do acariciar...
Sim, do amar...

Mas não de forma banal,
Sexo por sexo é direito
Para adolescente...
Amor com sexo são outros
Valores, mais sólidos...

De querer naquela hora,
Realmente agradar, de se
Preocupar não somente em
Dar prazer, que é essencial,
Mas mostrar que aquele
Momento é totalmente
Especial, singular...

De fazer na cama todas as
Loucuras, até as inarráveis,
Mas com a cumplicidade
Da química e confiança que
Nos une...

Sim, eu te desejo...
Não em sexo virtual.
Meu desejo não é teclar
Palavras ou postar imagens...

Meu desejo é real, físico,
Emocional por você...
Na integridade dos meus
Sonhos e realidade.

Nesse poema me dispo
Sem pudor, em palavras
Que expressam somente
Esse momento sentimental
E carnal...

Nu, sem receio de rótulos,
Desejando você nos braços,
Nessa minha verdade...

-Maxuel Scorpiano_

...Transparência


...Meu gosto de liberdade apenas
Reflete minha realidade.
Vôo livre nas
Minhas escolhas
Tendo o livre arbítrio
De avançar
Ou retroceder...
Meu temperamento é
Ser impulsivo que é um
Dos meus defeitos...
Essa impulsividade torna-se
A um bom observador,
Transparências de tudo
Aquilo que anseio...
De tudo que me cerca,
Do que não gosto e do que
Por algum tempo tolero...
Ao mesmo tempo, essa
Transparência mostra
Desnudamente minha
Personalidade que tem encontros
E desencontros internos,
Exigências e cobranças...
Muitas...
Como curso natural da vida,
Vou aprendendo, amadurecendo.
Isso repercute até em
Meus poemas...
Continuo escrevendo sobre
O mar, rosas, sensualidade e
No amor...
Mas, de uma forma absoluta
Sem perder a transparência
Em relação à imagem que compõe
Esse poema...
Também é transparente.
Eu sou a mão...

_Maxuel Scorpiano_

...Maldita,
Bendita,
Desgarrada,
Sofrida...

Te veste de noite,
De abusos,
Da rotina...

Luas incandescentes,
Mulher de coração torturado,
De uma vida,
Das guerras emocionais
Do seu dia a dia...

Te critica,
Te julga,
Você própria se condena,
Íntimo exigente....

Chega!Basta!
Vá ser feliz...
Viver e realizar
Sem tantos dilemas.

Pausa para a tristeza...

_Maxuel Scorpiano_

...Universo


...Eis Meu Universo das Constelações,
Inquieto...
Fértil, Jardim das Emoções,

Em Todas as Evidências, Romântico,
Respirando e Transpirando Amor...

Eis-me eu No Meu Canto,
Compondo Frases e Quem Sabe
Uma Canção Que
Transmita Sentimentos,
Paixões...

Ainda Errante, Solitário,
Apreciando o Desenrolar da Vida,
Indo ao Encontro Daquela Rua,
Daquela Esquina da Vida,
Encontrando a Sua...
Lua...

Te Olhar Nos Olhos,
Compartilhar Universos,
Conspirar Com os Teus Versos,
Te Chamar de Minha,
Eu Teu...

Nós...

_Maxuel Scorpiano_

... Ela me Espia,
Debochada e Sombria,

Recostada Largadamente
No Canto da Minha Vida,

Feita Dama do Século...

Ordinária, Mal Quista,

Ceifadora dos Amanhãs.
Serena, Soberba,

Tranqüila...

Senti Seu Beijo,
Hálito Profundo Benigno,

Foi Apertando Meu
Coração Com

Desdém Daquilo Que Já
Era Sua Rotina...

Indaguei...
Questionei...
Sem Respostas,
Sem Chances.

Avistei Outros Corações Sendo
Igualmente Mortificados,

No Aperto Daquela Que Só Ia...

Procurei Avistar os
Olhos da Dama Que do
Mundo Me Desprendia...
Foi Então Que Vi Seu
Sorriso Sem Rir e Sua Ironia...

Ela Deixou Bem Claro,
Que Era Apenas Uma
Visita, Mas Que Meu Dia Chegaria...
Acordei Perplexo,
Impressionado,
Feliz, de Bem Com a Vida...

_Maxuel Scorpiano__

...Mulher, não te perca em seus
Labirintos...
Sim, a vida às vezes é uma
Porcaria, mas no restante,
É adrenalina...

Você que tem intuição como
Companheira,
E todas as religiões do universo
Em seu gene...
Magia sim, é o seu viver...

Então mulher,
Mesmo que seus labirintos
No caldeirão de tantas
Suas emoções,
A vida só se faz,
Quando você vive plena...

_Maxuel Scorpiano_

...Quero Algo Simples,
Preciso Talvez do Anil,

Uma Pitada de Absinto,
Pétalas de Rosas Brancas...

Receita Louca!

Raios de Luar Translúcidos e
Um Punhado de Pó das
Estrelas do Mar.

Preciso Também de Uma Porção da
Minha Loucura Que Sempre
Fica nas Curvas de Sua Cintura e
Dois Nacos de Beijos Indecentes...

Tudo Simples, Bem Simples...
Arrecado Esses Ingredientes,
Levar Tudo Para Beira do Mar
Numa Noite de Céu Estrelado,
Lá Repousar Meu Corpo...

Mentalizar o Necessário,
Colocar Tudo Nas Águas do Mar,
Colocar Crença e Expectativa,
Acreditar Que Amanhã
Será Outro Dia e

Que Será Realizado os Pedidos
Com a Força da Magia...

_Maxuel Scorpiano_

...Fui Expulso,
Julgado,
Condenado,
Acorrentado,
Algemado,
Por Algo Que Não Fiz...

Não Por Não Querer,
Mas Por Não Ter Tido
Oportunidade...

Que Me Joguem nas Masmorras,
Cortem e Trucidem Minhas Asas,
Um Dia me Liberto e
Aí Sim,Cometerei o Pecado...

Irei Até Você,
Declararei Tudo
Que Realmente Sinto,
Em Palavras e Atitudes.
E Se Você For Recíproca,
Então Viverei Nos Seus Braços,
Meu Paraíso....

_Maxuel Scorpiano_

...Fina estampa sua elegância,
Em tons veludos,
Vestiste esperança,
Douraste o raio de sol,
Com o frescor da mata,
Em cheiro de cascata,
Chegaste à minha vida
Ao acaso...
Na hora exata.

Em profusão trouxe o verde,
Onde tu andava, já só em
Vermelho,
Floresceu em meus dias
A leveza de ser feliz,
De querer e conservar
A harmonia de amar...

Fina estampa...
Aqui fizeste campo,
Verdes matas,
Removendo concretos,
Que enterraram meu coração...

_Maxuel Scorpiano_

...Subentender


...Fica subentendido que na razão dos
Meus fatos, sou totalmente possessivo
E no que se refere o amor, ou ao que
Sinto, não compartilho,
Não divido e muito menos exponho...
Não nego, nem escondo,
Mas que vou colocar em pauta...

Se engana,
Isso é particular...
Sentimento meu,
Sem mídia,
Sem cenas ou platéia...

Não tente adivinhar o que não
Existe,
Não invente o que não aconteceu...
O que vai no meu coração é
Privacidade...

Subentenda todas minhas reticências,
Se esses são meus fatos,
Só dizem respeito ao meu coração!...

_Maxuel Scorpiano_

27 de maio de 2008