22 de abril de 2011

"Nova Terra"



















... Vamos Embora...
Deixar o Sertão...
O Luar Seco,
o Pó da Terra Vermelha,
o Chão Sagrado Que Abrigou
Nosso Passado,
a Terra Que Semeou Nossas
Esperanças,
Que Alimentou Nossos
Sonhos.

Vamos Embora Ao
Rastro das Chuvas
na Nascente do Rio,
Numa Fértil Terra
Plantar Nosso Amanhã.

_ Maxuel Scorpiano _

6 comentários:

Milene Sarquissiano disse...

vim fazer uma visita ao teu blog.
Uma delícia...como tudo que vem de ti.
Voltarei outras vezes

Beijos e boa sorte,poeta

Helena Castelli disse...

Coincidentemente... tbm vim visitar o blog... muito lindo este poema meu amigo, aliás como todos os outros de sua autoria...

Beijos meus, com carinho.

a essência da vida disse...

''Ola Amigo Maxsuel!
Parabens plo o seu lindo blogs
pela as belas palavras escritas
nas suas poesias, e da maneira em que se expreça
os seus sentimento. A se todos os potas fossem assim
tisse essa coragem, tudo seria diferente! Não acha?
''mas em fim''....Mas o que vale é a sua maneira de
escrever as suas poesias. Pois o qual gostei muito!
as suas poesias estão dentro do meu conseito...ok
um Abraço Amigo ate breve!!!

anita sereno disse...

oi passando lendo e amando pena que não actualize mais o seu blog esta lindo e escreves muito bem beijos boa sorte para ti

Jose Ramon Santana Vazquez disse...

...traigo
sangre
de
la
tarde
herida
en
la
mano
y
una
vela
de
mi
corazón
para
invitarte
y
darte
este
alma
que
viene
para
compartir
contigo
tu
bello
blog
con
un
ramillete
de
oro
y
claveles
dentro...


desde mis
HORAS ROTAS
Y AULA DE PAZ


COMPARTIENDO ILUSION


CON saludos de la luna al
reflejarse en el mar de la
poesía...




ESPERO SEAN DE VUESTRO AGRADO EL POST POETIZADO DE ALBATROS GLADIATOR, ACEBO CUMBRES BORRASCOSAS, ENEMIGO A LAS PUERTAS, CACHORRO, FANTASMA DE LA OPERA, BLADE RUUNER Y CHOCOLATE.

José
Ramón...

BEBE disse...

Que lindo!
Amo tuas poesias.
Saudades!
Vamos sim embora plantar
sonhos cheios de esperança...
Sementes de Amor
em cada coração.
Abraço carinhoso
da
BEBE